A fantasia não é exactamente uma fuga da realidade. É um modo de a entender.
(Lloyd Alexander)



terça-feira, 13 de julho de 2010

O Soldado


Ela - Estás a ver aquele descampado ali?
Ele - Sim. O que é que tem?
Ela - A última vez que aqui passei, pareceu-me ver lá uma pessoa.
Ele - Que tipo de pessoa?
Ela - Um soldado.
Ele - Um soldado?
Ela - Sim. Disparou contra o próprio peito e depois desapareceu.
Ele - Desapareceu? Como assim, desapareceu?
Ela - Não sei. Deixei de o ver. Na verdade nem sei se ele alguma vez lá esteve. Mais ninguém pareceu incomodado com o facto de ele se ter suicidado.
Ele - Estás-me a dizer que viste um fantasma?
Ela - Talvez. Se estava lá e depois já não estava.
Ele - Acho que andas a ver coisas. O corpo de um soldado morto em pleno parque, teria sido falado com toda a certeza, não achas?
Ela - Achava, se não fosse um pequeno detalhe.
Ele - Que detalhe?
Ela - Enquanto estamos aqui a falar, ele reapareceu exactamente onde o vi pela última vez. Disparou de novo sobre si mesmo e voltou a desaparecer.

Helga, Julho 2010

No âmbito do desafio de Julho para a Fábrica de Letras sobre o tema 'Disparou'

8 comentários:

Poetic GIRL disse...

Só vemos aquilo que queremos ver... gostei da dualidade entre o real e o imaginário... bjs

El Matador disse...

Mais uma vez, um post com uma boa mistura de mistério e ultra-romantismo. Gostei.

Eliete disse...

Gostei muito. Inteligente e instigante.Eliete

Brown Eyes disse...

Helga à medida que foi lendo também pensei num fantasma e nós temos tantos! Se os conseguíssemos destruir todos viveríamos melhor. Beijinhos

AC disse...

Texto bem engendrado, temperando o mistério com uns laivos de sobrenatural. Por outro lado, o aparecimento constante do soldado, cometendo sempre o mesmo acto, faz lembrar o suplício de Sísifo que, depois de levar uma pesada pedra montanha acima, esta rebolava e tinha que ser novamente transportada.
Seria o soldado uma alma condenada?
Como vê, Helga, isto dava pano para mangas.

Beijo

johnny disse...

Este, como é mais curtinho, já li :)

E gostei.

Tulipa disse...

Gostei do texto. Vemos aquilo que desejamos ver. kiss

Pedrasnuas disse...

MISTÉRIOS NA NOITE...E SE O SOLDADO FOSSE ELE?! RSRSRS


A FOTO ESTÁ DEMAIS

BESO